Veja o que o tártaro pode causar no seu pet


Tártaro

O tártaro acontece por conta de um acúmulo de bactérias e outros sedimentos nos dentes, afetando o aspecto visual das bocas dos cães, deixando os dentes com um aspecto sujo e menos brancos. Mas esse é o menor dos problemas, por conta que se os tártaros avançarem, as bactérias começam a consumir as gengivas, elevando as ocorrências de doença periodontal e gengivite, causando dor e dificuldade na mastigação.


Em casos ainda mais avançados e sérios, as bactérias podem entrar na corrente sanguínea do animal, podendo chegar até o coração, nos rins e fígado, levando a complicações graves como a endocardite, alterações renais, hepáticas, pulmonares e muitas outras doenças graves, que podem causar até causar a morte do seu cachorro se tratadas tardiamente.


Um dos primeiros sinais que indicam o tártaro é o mau-hálito dos cães. Depois será possível notar uma alteração na coloração dos dentes, porém não tão visível, mas a presença e um hálito desagradável normalmente indicam que o tártaro está se acumulando.


Na fase inicial do tártaro, os dentes do seu pet começam a ficar amarelados e vão passando para marrom. Além disso, as bactérias do tártaro começam a empurrar a gengiva, deixando-a mais avermelhadas e inflamadas. Em todos os casos causam gengivites que são responsáveis pelo mau-hálito.


Se o seu animalzinho apresentar sinais de tártaro o mais importante é leva-lo para uma consulta com o seu veterinário de confiança. Pois será o profissional responsável em identificar qual será o grau do tártaro em seu pet, indicando dessa forma o melhor tratamento.