Saiba como cuidar do seu gatinho durante o pós-operatório da cirurgia de castração


Muito já se fala sobre a importância da castração de animais domésticos como cães e gatos. Além da necessidade de controlar a população de animais nas ruas, a castração possui também diversos benefícios para a saúde a longo prazo dos animais. No caso dos gatos, ela se faz ainda mais importante, visto que eles possuem espírito livre e gostam de passear pelas ruas. Se for fêmea, mais uma preocupação: a gravidez indesejada.


O que você talvez ainda não saiba é como cuidar do seu gatinho após a cirurgia de castração. Quais os primeiros cuidados? Há algum tipo de medicação indicada? Alteração no comportamento? E a alimentação nos primeiros dias? O que fazer em caso de sangramento? Isso e muito mais nós vamos esclarecer para você agora!


Bom, em primeiro lugar, ao receber o felino de volta em casa após a alta, é importante saber que ele ainda estará sob efeitos da anestesia e poderá estar com a visão embaçada durante algumas horas, devido a uma pomada protetora que os veterinários aplicam para que o olho não fique seco durante o tempo de sedação. Deixe-o se recuperar em um ambiente escuro, silencioso e quentinho. O efeito da anestesia geralmente desaparece em 24 horas.


Quanto à alimentação, ofereça à princípio de metade a um quarto da quantidade habitual. A quantidade de água deve ser mínima, para evitar o vômito. Se ele vomitar depois de comer, retire o restante da ração e não ofereça novamente até a manhã seguinte. E se o seu gatinho não voltar a comer e beber normalmente 48 horas após a cirurgia, consulte o seu veterinário rapidamente.


Em relação à medicação, os veterinários costumam aplicar um medicamento para a dor de longa duração. De 24 a 36 horas após a cirurgia, é comum que o gato apresente sintomas de desconforto e dor em pequena escala. Se você achar que é preciso intervir com mais medicação, procure seu veterinário. Especialistas proíbem rigorosamente o uso de analgésicos comuns.


Outra recomendação é substituir a areia higiênica nos primeiros dias por papel desfiado, pois a sujeira ou poeira da areia podem causar infecção nas incisões. Com o papel, também será mais fácil monitorar a urina do animal. Uma pequena quantidade de sangue pode ser evidente nas primeiras 24 horas após a cirurgia. Mas se notar que ainda há sangue no dia seguinte, é melhor ligar para o veterinário. Procure a ajuda profissional também se notar que o bichano não urinou e nem defecou dentro das primeiras 72 horas.


Um ou dois dias após a cirurgia, o comportamento habitual do seu gato deve voltar normal. Mas, pelo menos durante a primeira semana, é importante limitar seu acesso a locais que ele possa querer subir, pois isso pode interferir e atrasar o processo de cicatrização. Durante este período é importante estar muito atento ao seu comportamento e movimentação, para garantir que o pós-operatório seja bem-sucedido.

​​​Mundo Animal Rio Preto ​© 2018 

Desenvolvido         Novva Comunicação

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon