Descubra por que os cães têm o hábito de fugir de casa


Que o cachorro é o melhor amigo do homem, já sabemos. Dessa forma, queremos sempre mantê-los seguros e saudáveis. Para isso, acabamos cercando nossa casa. Porém, esse método pode falhar e nosso amigo acabar escapando. Veja no texto abaixo o motivo pelo qual os cães costumam dar uma fugidinha!

Conforme pesquisas realizadas em sítios arqueológicos, identificou-se que a domesticação dos cães data de, mais ou menos, 100 mil anos. Nessa época, estima-se que o mundo vivia na última era glacial e que essa aproximação entre humanos e animais pode ter contribuído para que ambas as espécies não perecessem.

No entanto, de forma diferente da nossa relação atual com os cães, no começo da sua domesticação eles eram utilizados como auxiliares em momentos de caça.

Em aspectos evolutivos, o cachorro descende diretamente do lobo cinzento e ainda possui seus genes. Segundo alguns estudos, os lobos cinzentos foram se aproximando das aldeias em busca de alimentos. Com essa aproximação, se deu também a evolução dessa espécie, que foi se adaptando também a essa nova realidade de contato com a humanidade.

O cão foi o primeiro animal que foi realmente domesticado pelos seres humanos e, sem dúvida, o que melhor se adaptou a essa relação. O ser humano, por sua vez, intensificou o relacionamento com os cachorros e hoje eles são considerados como membros da família. Nós prezamos muito pela saúde e segurança do nosso melhor amigo.

Porém, apesar de oferecermos todo o conforto necessário para o nosso cachorro, sabemos que eles podem acabar fugindo e isso acontece por diversas razões. Vamos ver mais a seguir:

POR QUE OS CACHORROS FOGEM?

Um dos motivos que mais causa medo nos tutores é a fuga do seu cachorro. Sabemos que tudo pode acontecer enquanto ele estiver perdido pelas ruas, por isso precisamos entender os motivos pelos quais isso acontece para que possamos evitar esse episódio.

Abaixo, listamos uma série de fatores que contribuem para que seu cachorro fuja de casa:

Tédio: alguns cachorros, quando estão entediados, dormem. Já outros, ao verem algo atrativo passando pela rua, aproveitam a primeira oportunidade para acabar com o tédio e, assim, fogem de casa.

Medo: os cachorros, por causa da audição, são muito sensíveis a barulhos altos, como os de trovões e fogos de artifício. Por essa razão, eles podem se sentir amedrontados e fugir, principalmente se não verem alguém da família por perto.

Cio: esse é o período no qual o cachorro instintivamente sente a necessidade de procriar. Para isso, ele ou ela podem encontrar uma brechinha do portão aberto para encontrarem seu par.

Ansiedade da separação: alguns cachorros, quando passam muito tempo sozinhos, ficam ansiosos e tendem a tentar escapar na esperança de encontrar o seu dono.

Instinto de caça: algumas raças de cachorro possuem um instinto de caça mais aguçado e, por isso, ao verem o que consideram uma presa, como gatos ou passarinhos, eles podem escapar.

Curiosidade: cachorros são animais muito curiosos e, por isso, não desperdiçam nenhuma chance de dar uma voltinha e explorar novos lugares e novos cheirinhos.

Ambiente estranho: se o peludo está em um local que não conhece, como, por exemplo, em uma hospedagem na viagem com a família, ele pode tentar fugir para encontrar o seu lar.

Portanto, em situações em que seu cachorro fica no jardim ou no quintal de casa, é natural que a preocupação com a segurança dele acabe por se manifestar.


​​​Mundo Animal Rio Preto ​© 2018 

Desenvolvido         Novva Comunicação

  • Whatsapp-Monpla (1)
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon