Dermatite canina





A dermatite canina pode se tornar um problema muito sério se não for tratada da maneira correta.


Assim como a humana, a pele do cachorro é o maior órgão de seu corpo, responsável pela proteção do organismo, possuindo bactérias e fungos que a protegem. Quando ocorrem desequilíbrios nessa flora natural, por diversos motivos, a proteção fica vulnerável e permite que agentes penetrem e causem doenças – entre elas, a dermatite canina.


No entanto, a dermatite canina não se desenvolve apenas com a presença de bactérias e fungos - ela pode surgir por inúmeros fatores. Entre eles, estão: parasitas, alergias, questões hormonais, lesões na pele e lesões por produtos químicos e autoimunes.


É importante lembrar que animais que sofrem de estresse tendem a se morder ou se lamber, tornando o ambiente úmido e propício para o desenvolvimento de fungos e bactérias.

Existem, ainda, animais com mais chances de apresentar a doença por razões genéticas. Em geral, cães de raça são mais propensos a desenvolver dermatite canina do que os sem raça definida ou vira-latas.


Confira abaixo os principais sintomas da dermatite canina:

· Perda de pelo

· Pelo ralo e com falhas

· Coçar ou morder constantemente uma região especifica da pele

· Pele com grumos ou pus

· Pele seca e escamosa

· Inchaço

· Vermelhidão na pele


Preste atenção nos sintomas e, se notar algo fora do comum, procure ajuda de um médico veterinário.

​​​Mundo Animal Rio Preto ​© 2018 

Desenvolvido         Novva Comunicação

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon