Câncer de pele: os pets podem contrair a doença?




A essa altura, você deve saber que você precisa utilizar protetor solar diariamente e mesmo nos dias nublados, não é mesmo? Mas você sabia que o seu animalzinho também pode ter câncer de pele pela falta de uso deste produto?


O câncer de pele infelizmente é muito frequente em cães e gatos, e a prevenção é fundamental para garantir a saúde e a longevidade dos animais.


Assim como os humanos, geralmente são os bichos de pelagem branca os mais propícios a desenvolverem esse tipo de doença. Boxer, Dogo Argentino, Pit Bull e Bull Terrier são as raças com maiores tendências ao câncer de pele. Isso não quer dizer que as outras raças e cores não precisam se preocupar. Independente das características físicas, o protetor solar animal deve ser usado sempre.


Para identificar se seu bichinho está desenvolvendo um câncer de pele, veterinários contam que a pele vermelha com escamas, aparecimento de nódulos avermelhados que podem sangrar, espessamento da pele e lesões em áreas não pigmentadas são sintomas da doença. Além disso, o animal costuma lamber os nódulos, lambe o tempo todo.


Confira no texto abaixo algumas dicas de prevenção e tratamento da doença.


Prevenção


Passe protetor solar nos bichinhos regularmente. Lembrando que deve ser um específico para animais. Principalmente em regiões com menos pelos, como borda da orelha, nariz, abdome, axilas, face medial dos membros (a parte de “dentro” dos braços e pernas), bolsa escrotal e vulva, merecem maior atenção. Outra dica essencial é evitar o sol naqueles períodos de maior intensidade do dia – entre 10 horas e 16 horas.


Tratamentos


Existem três tipos de tumor: carcinoma, hemangioma e melanoma. O carcinoma, tumor epitelial maligno, é o mais comum. O melanoma também é maligno, mas de origem do melanócito. Já o hemangioma é benigno, originário dos vasos sanguíneos.


O tratamento é feito com cirurgia normal ou por criocirurgia, onde o tumor é congelado. Muitas vezes, a quimioterapia é usada para complementar o procedimento, dando ao animalzinho mais chances de cura.


Além do câncer, há várias outras doenças de pele, como sarna, micoses, dermatites bacterianas, alérgicas ou endócrinas. É preciso que o dono sempre fique bem atento ao comportamento do bichinho. Se notar qualquer alteração, procure um especialista o mais rápido possível.

​​​Mundo Animal Rio Preto ​© 2018 

Desenvolvido         Novva Comunicação

  • Whatsapp-Monpla (1)
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon